Notícias » Estados Unidos

Por conduta durante invasão ao Capitólio, seis policias são suspensos e 35 estão sendo investigados

“Nosso Escritório de Responsabilidade Profissional investigará esses comportamentos para ações disciplinares, até, e incluindo, a demissão”, disse Yogananda Pittman, chefe interina da Policia do Capitólio

Fabio Previdelli Publicado em 20/02/2021, às 10h37

Manifestantes em invasão ao Capitólio
Manifestantes em invasão ao Capitólio - Wikimedia Commons

Seis policias foram suspensos e outros 35 estão sendo investigados, pela Polícia do Capitólio dos Estados Unidos, por conta de seus comportamentos durante a invasão ao local de reunião do Congresso estadunidense, que aconteceu no dia 6 de janeiro. Na ocasião, cinco pessoas morreram, entre elas, o policial Brian Sicknick.  

Por incitar a invasão, um processo de impeachment foi aberto contra o ex-presidente Donald Trump. Porém, no sábado da semana passada, ele foi absolvido por votação realizada no Senado.  

Em nota, o Escritório de Responsabilidade da Polícia do Capitólio informou que “a chefe interina, Yogananda Pittman, ordenou que qualquer membro de seu departamento cujo comportamento não esteja de acordo com as regras de conduta enfrentarão a punição apropriada”. 

Pittman assumiu o cargo interinamente depois que Steven Sund, ex-chefe de polícia do Capitólio, renunciou no dia seguinte à invasão. Sund foi acusado de não preparar a corporação para impedir a marcha de apoiadores de Trump, algo que já vinha sendo fomentado há vários dias.  

A invasão visava impedir a certificação da vitória do candidato Joe Biden. Na ocasião, policiais foram vistos confraternizando com invasores, tirando selfie com manifestantes e até mesmo usando chapéus de apoio a Trump. Essas atitudes foram condenadas por Yogananda.  

“Nosso Escritório de Responsabilidade Profissional investigará esses comportamentos para ações disciplinares, até, e incluindo, a demissão”, declarou Pittman. “Vários oficiais já foram suspensos enquanto aguardam o resultado de suas investigações”.