Notícias » Egito

Por dentro de uma tumba egípcia de 4 mil anos

Veja fotos dos artefatos do local encontrado no último sábado

Alana Sousa Publicado em 20/12/2018, às 14h11 - Atualizado às 16h07

Reprodução

Uma tumba de 4 mil anos foi descoberta o sítio arqueológico de Sacara, no Egito. O Ministério das Antiguidades do país anunciou no último sábado (15) que ela possuía diversos objetos e teria sido construída para um “inspetor divino”.

O inspetor dono da tumba chamava-se Wahtye. Ele era um sacerdote de alto escalão, trabalhou para o faraó Neferirkare, cujo reinado foi entre 2446 e 2438 a.C.

O túmulo é "excepcionalmente bem preservado e colorido, com esculturas dentro", disse o ministro egípcio de antiguidades, Khaled El-Enany, na entrevista coletiva. Sob o túmulo, arqueólogos encontraram cinco flechas escondidas, uma das quais, segundo eles, poderia conter o sarcófago de Wahtye.

A escavação continuará nesta semana, e os arqueólogos esperam encontrar em um dos poços o sarcófago de Wahtye e os artefatos enterrados com ele.

Abaixo podem ser vistas as fotos divulgadas do interior da tumba:

Aqui pode ser vista a entrada do túmulo 
Hieróglifos encontrados fora da entrada do túmulo em Saqqara. Formam o nome: Wahtye. 
Esta pintura encontrada na tumba também parece mostrar Wahtye e sua esposa Nin Winit Ptah. 
O túmulo contém 55 estátuas, que parecem mostrar humanos e divindades. 
Pinturas que mostram egípcios envolvidos em uma variedade de atividades, incluindo trabalhos de construção, cozinhar e beber. 

 

Essas estátuas mostram Wahtye e sua esposa Nin Winit Ptah. 

Imagens sedidas pelo Ministério de Antiguidades do Egito