Notícias » Brasil

Por medo de encontrar Lázaro em chácara, caseiro revela pedalar cerca de 20 quilômetros por dia

O trabalhador, que não quis ser identificado, revela como as buscas pelo acusado de chacina no Df mudaram seu cotidiano

Fabio Previdelli Publicado em 24/06/2021, às 11h20

O caseiro perto de sua bicicleta
O caseiro perto de sua bicicleta - Divulgação/ G1

Como noticiado pela equipe do site Aventuras na História, as buscas por Lázaro Barbosa, acusado de chacina do DF, vem causando medo nas pessoas que vivem próximas a região onde as buscas acontecem.

Na última semana, por exemplo, moradores registraram que suas casas foram invadidas — supostamente pelo homem foragido. 

A caçada por Lázaro, que já dura mais de duas semanas, também mudou a vida de um caseiro. De acordo com matéria do G1, o homem, que não quis ser identificado, confidenciou que está pedalando cerca de 20 quilômetros todos os dias por receio do foragido.  

Isso porque, segundo relata, ele tem medo de dormir no trabalho com medo de Barbosa aparecer por lá. “Não pode um negócio desses, não. Eu tenho de largar meus bichos todos com fome, meus cachorros, meus porcos, galinhas e dormir em Girassol todo dia por causa de um pilantra desses”, desabafou o caseiro. 

Segundo o G1, o rapaz trabalha em Cocalzinho de Goiás, onde parte das buscas acontece, porém, em decorrência dos últimos acontecimentos, ele tem ido todo dia para a casa de um de seus parente, no distrito de Girassol, que fica pouco mais de 8 quilômetros de distância do local.  

“Eu trabalho na chácara e estou tendo que ir dormir em Girassol. Todos os dias, pela manhã e à tarde, eu estou fazendo esse trajeto, dá 18 km por dia”, explicou o caseiro de 45 anos, que diz morar na cidade desde que nasceu. “A gente tem que se precaver, mas é uma situação que já passou dos limites”. 

Relembre o caso

Lázaro Barbosa está sendo caçado por autoridades do Distrito Federal e Goiás, desde o dia 9 de junho, são mais de 270 agentes envolvidos na operação. O homem é procurado por uma chacina que tirou a vida de quatro pessoas em Ceilândia.

Desde então, as autoridades realizam buscas na região rural de Goiás, local onde o sujeito está escondido, como apontaram as investigações.

Segundo revelado pela polícia, para continuar foragido, Lázaro se esconde em áreas de mata e fazendas. Ele está armado, invade propriedades e faz moradores como reféns.