Notícias » Epidemia

Por que a França pensa em sacrificar milhões de aves?

Possibilidade foi levantada pelo Ministério da Agricultura na última sexta-feira, 11

Redação Publicado em 12/03/2022, às 10h08

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Divulgação/ Getty Images

Após aumento de casos de gripe aviária, a França realizará o sacrifício de milhões de animais no noroeste do país afim de minimizar as infecções e conter a epidemia que afeta os avicultores.

O Ministério da Agricultura disse à imprensa na última sexta-feira, 11 que já eliminaram “cerca de 1,2 milhão de animais e estimamos que ainda temos que abater 3 milhões", conforme repercutido pela AFP.

Os números de infectados aumentam rapidamente desde de fevereiro no oeste do território, particularmente no departamento de Vendée, que no início do mês registrou 58 infecções e poucos dias depois, os casos já chegavam a 187 no balanço.

Teremos perdas econômicas fenomenais que serão suportadas no todo ou em parte pelo Estado. Apesar de tudo, haverá custos de danos colaterais, falta de produção [de aves] nas próximas semanas" relatou Christophe Labour, presidente da avicultura seção do sindicato agrícola FNSEA para a região do Pays de la Loire.

No ano passado, a crise atingiu principalmente a região sudoeste, onde se produz foie gras, que nesse período registou cerca de 500 surtos de gripe aviária em fazendas e o abatimento de 3,5 milhões de animais.

Já nesta temporada, os números são ainda maiores visto que majoritariamente na mesma região, mais de quatro milhões de aves já foram abatidas afim de conter o número de casos que já chega ao 649 desde o primeiro foco detectado no final de novembro de 2021.