Notícias » EUA

Por voto popular, cidade nos EUA decide barrar homenagem a Martin Luther King

Moradores do Kansas chegaram a alegar que o nome do pastor que lutou pelos direitos civis acabava com a identidade da região

André Nogueira Publicado em 07/11/2019, às 10h18

Dr. Martin Luther King, um dos principais defensores das pautas dos direitos civil dos negros nos EUA
Dr. Martin Luther King, um dos principais defensores das pautas dos direitos civil dos negros nos EUA - Domínio Público

Com larga vantagem, eleitores da cidade do Kansas, Missouri, decidiram retirar o nome de Martin Luther King de sua entrada principal, pouco depois de um mês que o local recebeu a homenagem. Foram quase 70% dos votos a favor da mudança.

A decisão após manifestações de insatisfação alegando que os moradores não tinham sido plenamente consultados para a modificação no nome da avenida, que chamava The Passeo. Alguns disseram que o bairro estava perdendo a identidade.

A mudança para o nome de King foi incentivada pela Conferência de Liderança Cristã do Sul, que foi fundada pelo militante negro. Segundo a instituição, essa mudança seria positiva para as crianças negras do Kansas que possuem pouco na infância.

Mais de mil ruas no mundo chamam "Martin Luther King" / Crédito: Getty Images

 

De acordo com os que queriam o retorno do nome original, o legado do Dr. King é respeitável, mas os procedimentos para a mudança do nome teriam sido arbitrários e verticais.

"Ouvi esmagadoramente dos meus eleitores que eles não queriam", disse a vereadora Alissia Canady à BBC. "Havia proprietários afro-americanos que não concordavam com essa maneira de homenagear o Dr. King".