Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Porta-voz dos EUA critica apoio de Bolsonaro à Rússia: “Postura inconsistente”

“Brasil parece estar do outro lado de onde está a maioria da comunidade global”, declarou Jen Psaki

Fabio Previdelli Publicado em 19/02/2022, às 10h41

Bolsonaro ao lado de Putin - Divulgação / G1
Bolsonaro ao lado de Putin - Divulgação / G1

Em meio ao que parece ser um iminente conflito com a Ucrânia, o presidente russo Vladimir Putin recebeu a visita de Jair Bolsonaro nesta semana. No primeiro encontro entre os líderes, o mandatário brasileiro declarou que "somos solidários à Rússia”, sem especificar sobre a que ponto se referia sua demonstração de altruísmo. 

A declaração, porém, não agradou nenhum pouco a sede do governo dos Estados Unidos. Afinal, em coletiva concedida na tarde de ontem, 18, a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou que o “Brasil parece estar do outro lado de onde está a maioria da comunidade global”.

A fala se deu depois que Psaki foi questionada se o governo do país se sentiu traído por Bolsonaro após a declaração dada a Putin e como o encontro entre os chefes de Estado afetou a relação entre Brasil e EUA. 

Jen Psaki respondeu que, embora ainda não tenha conversado com Joe Biden sobre o assunto, a atitude do governo brasileiro fazia com que a nação se colocasse do lado oposto a maioria da comunidade global. 

Eu diria que a vasta maioria da comunidade global está unida em uma visão compartilhada, de que invadir um outro país, tentar tirar parte do seu território e aterrorizar a população certamente não está alinhado com valores globais e, então, acho que o Brasil parece estar do outro lado de onde está a maioria da comunidade global”, afirmou.