Notícias » Argentina

Possível negligência na morte de Diego Maradona é investigada pela justiça da Argentina

Familiares do ídolo do futebol já haviam informado que houveram irregularidades no caso

Daniela Bazi Publicado em 28/11/2020, às 16h35

Maradona atuando como treinador
Maradona atuando como treinador - Wikimedia Commons

A Procuradoria Geral da República de San Isidro, na Argentina, anunciou que está investigando se houve algum caso de negligência envolvendo a morte de Diego Maradona, ídolo do futebol. Segundo a AFP, uma pessoa próxima a família teria afirmado na última sexta-feira, 27, que "já existem irregularidades".

O advogado e amigo do ex-jogador, Matías Morla, denunciou horas após o falecimento "que a ambulância demorou mais de meia hora para chegar à casa onde estava o [camisa] 10". No entanto, de acordo com uma fonte judicial também para a AFP, tanto Matías quanto os outros membros da família de Maradona ainda não teriam ido pessoalmente à justiça.

"A investigação foi iniciada porque é uma pessoa que faleceu em casa e ninguém assinou a certidão de óbito. Não quer dizer que haja suspeitas de irregularidades, mas é isso que está sendo apurado", afirmou.

Maradona morreu em casa na última quarta-feira, 25, aos 60 anos, devido a uma parada cardíaca. O ex-atleta havia acabado de se mudar para um condomínio fechado em Tigre, próximo a Buenos Aires, após realizar uma operação na cabeça seis dias antes de sua morte.

No momento, a procuradoria ainda espera receber os resultados dos testes toxicológicos solicitados para continuar a investigação.