Notícias » Brasil

Prefeito de Criciúma demite professor que mostrou vídeo com temática LGBTQ+: 'Nós não toleramos'

O vídeo em questão era o clipe de "Etérea", música do cantor e rapper Criolo

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 26/08/2021, às 18h09

Montagem mostrando, à esquerda, prefeito de Criciúma, e, à direita, cantor Criolo
Montagem mostrando, à esquerda, prefeito de Criciúma, e, à direita, cantor Criolo - Divulgação/ Facebook/ Arquivo Pessoal/ Wikimedia Commons

Clésio Salvaro (PSDB), o prefeito da cidade de Criciúma, em Santa Catarina, demitiu na última quarta-feira, 25, um professor de artes da rede pública que havia mostrado o clipe da música "Etérea", do cantor e compositor Criolo, durante uma de suas aulas. 

Em pleno século 21, o político postou um vídeo em suas redes sociais em que descreveu o clipe musical, que possui temática LGBTQ+, como "erotizado", e disse não concordar com "viadagem" no ambiente escolar. 

"Expôs um vídeo erotizado, de forma inapropriada para os alunos da rede pública municipal. Nós não permitimos, nós não toleramos. Está demitido esse, sei lá, esse profissional. Nas escolas do município, enquanto eu estiver aqui de plantão, isto não vai acontecer, este tipo de atitude. Essa 'viadagem' na sala de aula, nós não concordamos", disse ele. 

Por fim, Clésio ainda incentivou que os pais de estudantes denunciassem quando ocorresse algo em sala de aula considerado por eles como "inadequado". 

O episódio em questão se deu Escola Municipal Pascoal Meller na última terça-feira, 24. A Os alunos que assistiram à aula de artes tinham entre 14 e 15 anos de idade. 

Vale destacar que a música "Etérea" chegou a ser indicada ao Grammy Latino em 2019, concorrendo na categoria de Melhor Canção em Língua Portuguesa. 

Outro detalhe é que a demissão do professor da escola catarinense também chegou aos ouvidos do próprio Criolo, que comentou o assunto em suas redes sociais.

"Mais uma vez, desde seu lançamento, o clipe e o documentário da música Etérea [com participação de representantes de coletivos LGBTQIA+ nacionais] abrem espaço para o debate na sociedade brasileira", escreveu o artista. 

Confira abaixo o clipe musical.