Notícias » Espanha

Prefeito espanhol dirige alcoolizado na quarentena e renuncia ao cargo

Tendo se recusado a fazer o bafômetro, o prefeito causou polêmica em Badalona, na Espanha

Caio Tortamano Publicado em 22/04/2020, às 15h01

Imagem ilustrativa de teste de bafômetro
Imagem ilustrativa de teste de bafômetro - Pixabay

A renúncia do prefeito da cidade de Badalona, na Espanha, repercutiu nos tabloides locais e na mídia internacional devido a maneira como ocorreu. Isso porque após ter sido flagrado dirigindo embriagado, o político recusou fazer o teste do bafômetro, e acabou sendo preso.

Além disso, Álex Pastor também foi criticado por ter desrespeitado a situação de quarentena do país depois da crise do sistema de saúde que a Espanha enfrenta por conta do novo coronavírus. O estado foi declarado no dia 14 de março, e foi estendido até maio pelo primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez.

Pastor escreveu uma carta onde admitia seus erros, e abria mão do cargo para que sua vice, Aïda Llaudaró, pudesse assumir o comando do município de 217 mil habitantes. O partido do ex-prefeito já tinha se posicionado e afastado o homem do cargo.

A Espanha é, atualmente, o segundo país com o maior número de casos de coronavírus, atrás somente dos Estados Unidos. São 208 mil casos confirmados, dos quais 21 mil foram fatais.