Notícias » Brasil

Prefeito que tomou posse enquanto estava na UTI morre por complicações da Covid-19

Marcelo Puppi estava internado na UTI de um hospital em Campo Largo (PR), cidade onde foi eleito, desde o dia 28 de novembro

Fabio Previdelli Publicado em 07/01/2021, às 10h29

O prefeito de Campo Largo Marcelo Puppi
O prefeito de Campo Largo Marcelo Puppi - Divulgação/ Geraldo Bubniak/ Agência Estadual de Notícias

No dia 1º de janeiro, Marcelo Puppi tomou posse como prefeito de Campo Largo, cidade da região metropolitana de Curitiba, da UTI do Hospital do Rocio, onde recebia tratamento por complicações ligadas a Covid-19. Porém, na madrugada desta quinta-feira, 7, ele acabou falecendo.  

Segundo informações do Paraná PortalPuppi recebia tratamento médico desde o dia 25 de novembro, quando foi diagnosticado com o novo coronavírus.

Três dias depois, o político acabou sendo transferido para a Unidade de Terapia Intensiva. Porém, durante esta madrugada, ele acabou não resistindo e faleceu por complicações da Covid-19.  

“Agradecemos de todo coração todas as orações e mensagens recebidas e a todos os profissionais do corpo clínico do Hospital do Rocio. É com o coração apertado, mas sereno pela certeza de que os planos de Deus são perfeitos, que nos despedimos do nosso Marcelo. Para Campo Largo que lhe deu vida, alegrias, filhos e frutos, nosso mais profundo sentimento de amor e gratidão”, disseram seus familiares em nota oficial.  

Até o momento, não há mais informações sobre o dia e local que o corpo de Marcelo Puppi será enterrado. Aos 61 anos, o parlamentar deixa a esposa e dois filhos. Com a morte de Marcelo, a prefeitura de Campo Largo será comandada por seu vice, Mauricio Rivabem.