Notícias » Brasil

Prefeitura de Balneário Camboriú inicia obras para aumentar faixa de areia da praia

Cidade vive problema semelhante a outras regiões litorâneas do Brasil; entenda o caso!

Fabio Previdelli Publicado em 30/08/2021, às 16h57

Obras na orla da praia Central
Obras na orla da praia Central - Divulgação/Instagram/@renato_portobelodrone

A prefeitura de Balneário Camboriú tomou uma inusitada decisão para garantir que os banhistas consigam aproveitar o sol após às 14 horas: o governo municipal irá implantar uma obra para a revitalização da praia Central. As informações são do jornal O Globo. 

A medida nada mais é do que aterrar uma parte do mar, o que aumentaria a faixa de areia de 25 metros para 70. O problema acontece, de acordo com o periódico carioca, pois os prédios construídos na orla da principal praia da cidade impedem o sol de chegar até os banhistas após esse horário.  

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Renato Da Silva (@renato_portobelodrone)

 

Por conta dos seus edifícios altos — Balneário abriga seis dos dez maiores prédios residenciais da América do Sul, segundo aponta a Council on Tall Buildings and Urban Hab, uma ONG internacional —, a cidade catarinense é conhecida como a “Dubai brasileira”.  

O problema, no entanto, não é exclusividade de Camboriú. Segundo O Globo, a praia de Boa Viagem (Recife) e a cidade de Vila Velha (Espírito Santo), também passam por uma situação parecida, com a sombra das construções se fazendo presente a maior parte do dia nas orlas.  

Para impedir que algo assim aconteça em Itajaí (SC), o Ministério Público Federal ajuizou uma ação civil pública contra a prefeitura da cidade e o Instituto Itajaí Sustentável.

O MPF pede para que a Justiça obrigue ambas as entidades a proibirem a aprovação de novos empreendimentos que impliquem no sombreamento ao longo de toda a orla. Assim, os edifícios não poderão restringir que o sol chegue até a areia da praia antes das 17 horas.