Notícias » Alemanha

Prefeitura de Berlim retira título honorário de presidente responsável pela ascensão de Hitler ao poder

Paul von Hindenburg nomeou Hitler como chanceler alemão e concedeu ao futuro Fuhrer poderes acima do parlamento, criando um domínio absoluto do partido nazista

Caio Tortamano Publicado em 28/02/2020, às 08h00

Retrato de Adolf Hitler
Retrato de Adolf Hitler - Getty Images

A prefeitura de Berlim, na Alemanha, retirou o título de cidadão honorário de Paul von Hindenburg, ex-presidente alemão e marechal do exército. A remoção foi ordenada por Michael Müller, prefeito da cidade, depois da decisão do Senado da capital alemã.

Hindenburg foi responsável por nomear ninguém menos que Adolf Hitler como chanceler do Império alemão. A designação foi feita no início do poder nazista, que trouxe os 12 anos de domínio do partido no país. Outras cidades já tinham revogado o título, tais como Dortmund, Colônia, Munique e Stuttgart.

Além da nomeação, o ex-presidente assinou decretos que retiraram poderes dos parlamentares da Alemanha, dando ainda mais poder ao partido de extrema direita que viria a ser responsável por horrendos episódios da Segunda Guerra Mundial.

A cidadania honorária foi dada à Hindenburg em 20 de abril de 1933, mesmo dia em que Hitler recebeu a exata mesma honraria. Entretanto, demorou muito menos para que o Fuhrer tivesse esse prestígio retirado (em dezembro de 1948, pouco depois da derrota alemã).