Black Friday Amazon 2021
Notícias » Arqueologia

Prensas de vinho de 2.700 anos são encontradas no Iraque

A descoberta foi anunciada no último domingo, 24

Redação Publicado em 25/10/2021, às 09h05

Imagem do sítimo arqueológico de Khini
Imagem do sítimo arqueológico de Khini - Divulgação / Facebook / Lithos slr

Uma equipe de arqueólogos italianos e curdos anunciou no último domingo, 24, a descoberta de prensas de vinho datadas de 2.700 anos, em uma região próxima ao sítio arqueológico Khini, no Iraque. Além disso, foram encontrados baixos-relevos, também da época dos reis assírios

De acordo com os profissionais, a região abrigava uma antiga "oficina de vinho de tamanho industrial" e que teria sido construída no século 7 a.C. 

"Encontramos 14 prensas de vinho usadas para espremer uvas e extrair seu líquido e depois transformá-lo em vinho", declarou Daniele Morandi Bonacossi, co-diretor da equipe, à AFP. De acordo com ele, se trata da primeira descoberta do tipo no Iraque.

Conforme a agência de notícias, no sítio arqueológico de Faida, ao norte, os especialistas ainda encontraram um canal de irrigação com nove quilômetros de extensão.

Nas paredes do local estavam "doze baixos-relevos monumentais" com cinco metros de largura e dois de altura e os quais datariam do final do século VIII a. C. Segundo a equipe, as obras, que representam o rei assírio orando diante dos deuses, foram feitas a pedido de Sargão II ou de seu filho Senaqueribe.