Notícias » Estados Unidos

Presidente da Câmara rasga discurso de Trump no Congresso

“Era a coisa mais cordial a se fazer”, declarou Nancy Pelosi — a democrata é a responsável pela abertura do processo de impeachment do governador americano

Fabio Previdelli Publicado em 05/02/2020, às 11h00

Nancy Pelosi rasgando o discurso de Donald Trump
Nancy Pelosi rasgando o discurso de Donald Trump - Getty Images

Ontem à noite, dia 04, Donald Trump esteve no Congresso dos Estados Unidos para discursar sobre o Estado da União. Em um dos pronunciamentos mais politizados dos últimos tempos, o presidente americano afirmou que o país está “mais forte o que nunca” e aproveitou para criticar seu antecessor, Barack Obama.

Entretanto, o que mais chamou a atenção no evento não foi nenhuma das palavras de Trump, mas sim a reação da presidente da Câmara, a democrata Nancy Pelosi, que rasgou o que seria uma cópia do discurso do republicano.

O ato foi apenas o desfecho de um clima que já começou tenso desde a chegada de Trump ao púlpito da Câmara. Quebrando protocolos, o presidente americano cumprimentou apenas seu vice, Mike Pence, e ignorou Pelosi, que ficou com a mão estendida.

Em seu Twitter, a democrata publicou uma foto do momento em que Trump se recusa a apertar sua mão / Crédito: Reprodução

 

Responsável pela abertura do processo de impeachment do republicano, Nancy Pelosi reagia franzindo a testa ou rindo de forma incrédula a cada trecho do discurso. Imediatamente após o término do pronunciamento de Trump, enquanto muitos o aplaudiam, ela se levantou e resgou um papel com a cópia do discurso.

Questionada sobre a motivação pelo ato, ela respondeu: “Porque era a coisa mais cordial a se fazer, considerando as alternativas”. As farpas da democrata não pararam por aí, em seu Twitter, ela publicou uma foto do momento em que foi ignorada e permaneceu com a mão estendida.

"Os democratas nunca deixarão de estender a mão da amizade para fazer o trabalho #ForThePeople ["pelas pessoas"]. Vamos trabalhar para encontrar um campo comum onde for possível, mas permaneceremos firmes onde não for”, dizia a legenda da imagem.