Notícias » Coronavírus

Presidente da Filipinas se voluntaria para testar vacina russa

Rodrigo Duterte afirmou que vai receber vacinas gratuitas de Moscou e declara acreditar na eficiência russa

Giovanna de Matteo Publicado em 11/08/2020, às 11h00

Rodrigo Duterte e Vladimir Putin
Rodrigo Duterte e Vladimir Putin - Wikimedia Commons

Após a Rússia registrar nova vacina contra a Covid-19, o líder filipino Rodrigo Duterte declarou na noite desta segunda feira, 10, para um canal de televisão local, que dirá a Putin que tem "grande confiança" nos esforços russos para produção da vacina e acredita que ela será realmente boa para a humanidade.

"Eu posso ser o primeiro que eles podem fazer experiências", sugeriu. Ademais, ele afirmou que está pronto para se associar a uma empresa local para produção em larga escala da vacina e que planeja fornecê-la para a população.

As Filipinas segue sendo um dos países com dos maiores números de infecções pelo novo coronavírus da Ásia, que subiu para 136.638 casos registrados nesta segunda-feira — após o registro recorde de 6.958 casos no dia.

O gabinete do presidente filipino disse que o país está entusiasmado para trabalhar com a Rússia em testes, fornecimento e produção de vacinas.