Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Europa

Presidente do Peru durante Operação Condor é condenado na Itália

Francisco Morales Bermúdez hoje tem 100 anos e foi condenado à prisão perpétua

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 10/02/2022, às 16h33

Francisco Morales Bermúdez durante seu governo - Wikimedia Commons
Francisco Morales Bermúdez durante seu governo - Wikimedia Commons

A última instância judicial italiana, a Corte de Cassação da Itália, confirmou nesta quinta-feira, 10, a sentença de Francisco Morales Bermúdez, que foi presidente do Peru durante a Operação Condor, e hoje, com 100 anos, foi condenado à prisão perpétua pelo desaparecimento e pela morte de dois italianos entre as décadas de 1970 e 1980.

Outros ex-militares peruanos haviam pedido recursos e foram recusados pelo tribunal italiano, entre eles estão Germán Ruiz Figueroa, que morreu em 2019, e Martín Martínez Garay. As informações são da Ansa.

Bermúdez, o antigo ditador do Peru, e Garay, receberam condenações pelo assassinato de Horacio Campiglia, sequestrado no Brasil e levado para a Argentina, e Lorenzo Viñas Gigli, um ítalo-argentino.

O governo de Francisco Morales Bermúdez durou de 1975 a 1980, e começou após a deposição de seu antecessor, o general Juan Velasco. A Justiça da Itália, agora, pode buscar pela extradição formal dos dois de volta ao Peru.

O caso do ex-ditador peruano era analisado pela Itália há mais de 20 anos, ao lado de outras 140 pessoas, incluindo 59 argentinos, seis paraguaios e 11 brasileiros.

Com a morte de muitos dos acusados, o número de réus diminuiu e restaram apenas representantes do Peru, Bolívia, Chile e Paraguai.