Notícias » América Latina

Presidente eleito do Chile já acusou Bolsonaro de destruir a Amazônia

Em agosto, Gabriel Boric havia feito acusação durante entrevista à Bloomberg

Paola Orlovas, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 22/12/2021, às 14h23

Gabriel Boric, presidente eleito do Chile
Gabriel Boric, presidente eleito do Chile - Getty Images

Gabriel Boric, agora presidente eleito do Chile, acusou Jair Bolsonaro de destruir a Amazônia que, segundo o chileno, "pertence a toda a humanidade", durante uma entrevista dada à Bloomberg no mês de agosto.

Sinto-me parte de uma tradição do esquerdismo latino-americano e espero que possamos fomentar uma nova irmandade latino-americana para enfrentar, a partir do Sul, os desafios enfrentados por toda a humanidade", disse Boric para a Bloomberg.

Tomando o título de presidente mais jovem eleito no Chile, com apenas 35 anos de idade, Gabriel Boric é um ex-líder estudantil. Ele estreou como deputado em 2014 e estava no seu segundo mandato como representante da região de Magalhães.

Boric substituirá o conservador chilenoSebastián Piñera após derrotar o candidato de extrema-direita José Antonio Kast — com 55,86% dos votos válidos contra os 44,14% de Kast.

Até então, com exceção de Jair Bolsonaro, todos os presidentes das oito maiores nações da América do Sul cumprimentaram Gabriel Boric publicamente por sua eleição, que ocorreu neste domingo 19. As informações são do portal de notícias UOL.