Notícias » Ucrânia

Presidente ucraniano pede à Itália mais sanções contra oligarcas russos

'Não sejam o lugar de férias dessas pessoas', declarou Volodymyr Zelensky

Redação Publicado em 23/03/2022, às 07h34

Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano
Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano - Getty Images

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, solicitou à Itália que adote sanções mais incisivas contra oligarcas russos que passam férias no país. Em conversa com parlamentares italianos, o político ainda alertou sobre a escassez de alimentos e a crise migratória que poderiam surgir com a guerra.

"Não sejam o lugar de férias dessas pessoas", disse Zelensky na última terça-feira, 22.

A Itália é um dos principais destinos dos oligarcas da Rússia, muitos dos quais possuem mansões de luxo espalhadas pelo país.

"Temos de congelar suas propriedades, suas contas, seus iates, do navio 'Scheherazade' até o menor", declarou o político referindo-se ao superiate de luxo "Scheherazade", que, conforme alguns veículos da imprensa, pertenceria a Vladimir Putin.

"Devemos congelar os ativos de todos aqueles que têm, na Rússia, o poder de tomar decisões", completou o presidente que, segundo informações do portal de notícias UOL, deu destaque para uma crise migratória e alimentar que poderia atingir a Itália caso a guerra se prolongue.

"Não vamos poder exportar milho, óleo, trigo, tantos produtos que são absolutamente necessários para a vida. E isso também vai afetar seus vizinhos do outro lado do mar (Mediterrâneo). Os preços estão aumentando, dezenas de milhões de pessoas vão precisar de ajuda no seu litoral", disse o líder ucraniano.

Mario Draghi, o primeiro-ministro italiano, lembrou durante o evento que seu país já confiscou mais de 800 milhões de euros em bens pertencentes a oligarcas desde que a União Europeia deu início às sanções contra a Rússia.