Notícias » Arqueologia

Primeira vítima de tsunami é escavada após 3 mil anos

Na costa da Turquia, o esqueleto do homem é a primeira vítima do tsunami resultante da erupção de Thera a ser identificada

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 29/12/2021, às 17h00

Esqueleto da vítima da tsunami há cerca de 3600 anos atrás
Esqueleto da vítima da tsunami há cerca de 3600 anos atrás - Divulgação / Vasıf Şahoğlu

Thera é um nome já ouvido para quem conhece a história da civilização grega, em especial da sociedade minoica. Esse é o vulcão que destruiu o assentamento minoico na ilha que, hoje em dia, chamamos de Santorini.

Já contamos com rastros da erupção, no entanto, até recentemente, não havia sido encontrado provas das consequentes tsunamis.

Em uma pesquisa publicada na última segunda-feira, 27, um grupo de arqueólogos, liderados por Vasıf Şahoğlu, da Universidade de Ancara, na Turquia, relatou a descoberta dos esqueletos de um homem e um cachorro datados de cerca de 3.600 anos atrás. A escavação foi na costa da Turquia, no sítio de escavação Çeşme-Bağlararası.

Anteriormente, nunca havia sido encontrado nenhum registro de vítimas do tsunami que seguiu a erupção de Thera, atingindo a costa da Turquia e da Grécia e, segundo a National Geographic, matando mais de 35.000 pessoas em seu caminho.

A vítima do tsunami já passou por datação por radiocarbono e, junto a ela, as paredes e artefatos à sua volta, revelando que a descoberta data de cerca de 1.612 a.C. De acordo com as apostas dos arqueólogos, o corpo do homem foi preservado devido às paredes à sua volta, que impediram que as violentas ondas o levassem do local.