Notícias » Estados Unidos

Primeiro bispo trans usou colete à prova de balas na posse

Megan Rohrer é não binário e assumiu o cargo da Igreja Evangélica Luterana da América em setembro de 2021

Isabela Barreiros Publicado em 29/01/2022, às 07h21

Megan Rohrer, primeiro bispo abertamente transgênero
Megan Rohrer, primeiro bispo abertamente transgênero - Divulgação/Instagram/@mmrohrer

Megan Rohrer, de 41 anos, se tornou o primeiro bispo transgênero com a nomeação da Igreja Evangélica Luterana da América, uma das maiores denominações cristãs dos Estados Unidos, no ano passado.

Durante a sua posse, que ocorreu em setembro de 2021, no entanto, o religioso revelou em entrevista à BBC que se precaveu contra a intolerância e, em decorrência de sua trajetória pessoal de preconceito e medo, tomou uma atitude drástica.

Na cerimônia na Grace Cathedral, em San Francisco, nos EUA, Rohrer estava usando um colete à prova de balas. Isso porque a identificação como não binário pode ter causado certo desconforto a alguns religiosos.

"Na minha posse eu estava usando um colete à prova de bala, porque o clima de ódio vai além de apenas palavras, né? É físico e baseado em políticas”, disse Rohrer, que acrescentou, porém, que não notou muitas pessoas “chateadas” com sua eleição.

O bispo afirmou que comandar um dos 65 sínodos da Igreja, sendo responsável por quase 200 congregações no Norte da Califórnia e no Norte de Nevada, “é uma coisa bizarra e maravilhosa”. A igreja deverá ficar sob sua supervisão por seis anos, período do mandato.