Notícias » Espanha

Primeiro-ministro da Espanha se compromete em abolir prostituição no país: 'Escraviza mulheres'

Durante discurso realizado no último domingo, 17, Pedro Sanchez falou sobre o caso; entenda

Redação Publicado em 18/10/2021, às 09h41

Fotografia de Pedro Sanchez
Fotografia de Pedro Sanchez - Getty Images

No último domingo, 17, o primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sanchez, de 49 anos de idade, se pronunciou a respeito da prostituição no país. Na ocasião, o político prometeu abolir a prática em território espanhol.

Durante congresso do Partido Socialista, em Valência, Sanchez afirmou:

“Avançaremos abolindo a prostituição que escraviza as mulheres em nosso país”.

Entretanto, o primeiro-ministro não deu mais detalhes sobre quais ações serão tomadas a respeito do caso. As informações foram divulgadas pelo portal de notícias IG.

Sabe-se que na Espanha, a prostituição não é regulamentada por lei. No entanto, a prática só é punida caso haja caso de tráfico de pessoas ou exploração, ou seja, quem se prostitui de maneira voluntária não é punido.

No ano de 2019, autoridades espanholas já haviam comentado sobre a proibição da prática, mas, a questão ficou em espera. De acordo com uma pesquisa realizada pela ONU em 2016, a indústria do sexo no país é avaliada em 3,7 bilhões de euros.