Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Índia

Primeiro-ministro indiano afirma ter sido 'escolhido' por Deus

Segundo o líder político da Índia, Narendra Modi, ele teria sido enviado por Deus com um propósito: "Fica me obrigando a fazer coisas"

Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia - Getty Images
Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia - Getty Images

Neste domingo, 26, o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, afirmou ao canal de notícias NDTV que acredita ter sido "escolhido por Deus". "Estou convencido de que 'Parmatma' (Deus) me enviou com um propósito. Uma vez alcançado o propósito, meu trabalho estará concluído. É por isso que me dediquei completamente a Deus", alegou.

Vale mencionar que, atualmente, a Índia presencia o fim das eleições em seu país, que ocorre em vários estágios. Modi agora espera vencer para seu terceiro mandato, o que só deve ser anunciado no dia 4 de junho, quando os resultados forem anunciados, e acredita que as ações que tomou guiado por Deus seriam parte de um esquema maior.

Ele não revela suas cartas, apenas fica me obrigando a fazer coisas. E não posso ligar diretamente para ele para perguntar o que vem a seguir", afirma o primeiro-ministro.

Segundo o The Guardian, no partido nacionalista hindu Bharatiya Janata (BJP), Modi construiu um culto à personalidade bem estabelecido, bem como promoveu ativamente o Hinduísmo, fé maioritária no país, em aspectos da vida pública. Por exemplo, durante a inauguração de um templo em Ayodhya, foi o primeiro-ministro quem desempenhou papel principal nos rituais, em vez de sacerdotes-hindus.

+ Ao acaso, fazendeiro encontra estátua de deus do sol do século 10 na Índia

Narendra Modi / Crédito: Getty Images

Figura pública

Porém, o que chama atenção é que, em dez anos como primeiro-ministro, essa pode ser a primeira vez que Modi é visto falando com tanta frequência sobre si mesmo como uma ferramenta divina. Geralmente, ele não participa de muitas entrevistas ou conferências.

Ainda no início deste mês, em entrevista, o premiê fez outra afirmação que chamou atenção por isso: "Quando minha mãe era viva, eu acreditava que nasci biologicamente. Depois que ela faleceu, ao refletir sobre todas as minhas experiências, tive a convicção de que Deus havia me enviado", disse na ocasião.

Acredito que Deus me deu habilidades, inspiração e boas intenções para um propósito… Não sou nada além de um instrumento", acrescentou.

Em contramão, o líder do Partido do Congresso, Rahul Gandhi, ridicularizou os comentários de Narendra Modi: "se uma pessoa comum tivesse feito as declarações que Modi fez recentemente, ela seria levada diretamente a um psiquiatra".

Já o porta-voz do BJP, Sanju Verma, quando questionado por um âncora de TV se o primeiro-ministro vinha sofrendo com um "complexo de Deus", ele exaltou sua energia: "em um dia, ele realiza alguns road shows, alguns comícios, viaja para três estados diferentes e, quando retorna a Delhi à noite, dá entrevistas completas à mídia. Ele é dotado de energia ilimitada".