Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / América Latina

Primeiro-ministro peruano renuncia em meio a denúncias de agressão

Relatórios policiais acusam Héctor Valer de ter espancado a própria filha e falecida esposa

Redação Publicado em 07/02/2022, às 08h28

O primeiro-ministro do Peru, Héctor Valer - Domínio Público via Wikimedia Commons
O primeiro-ministro do Peru, Héctor Valer - Domínio Público via Wikimedia Commons

O primeiro-ministro do Peru, Héctor Valer, afirmou a jornalistas do Palácio do Governo, em Lima, que está renunciando ao cargo no último sábado, 5. O político informou que entregou a renúncia ao presidente peruano Pedro Castillo.

A decisão ocorre após Valer ser alvo de denúncias de agressão, em que está sendo acusado de ter espancado a própria filha e falecida esposa. As alegações foram divulgadas pela imprensa local a partir de relatórios policiais. Ele negou as acusações.

"Aceito a derrota metralhado por jornais do Peru que pertencem a um grupo ligado à extrema direita do Peru que construiu uma imagem de agressor e violento", declarou o primeiro-ministro aos repórteres.

O parlamentar deixa o cargo três dias depois de uma renovação da equipe de governo, relatou a agência de notícias Reuters, e tornou-se um dos primeiros-ministros cujo governo foi um dos mais curtos das dos últimos 40 anos no Peru.