Notícias » Família Real

Princesa Charlene de Mônaco ‘quase morreu’ devido a infecção misteriosa, diz fonte

Uma fonte afirmou que a nobre passou por cirurgias e perdeu quase metade do peso

Isabela Barreiros Publicado em 24/11/2021, às 11h35

A princesa Charlene de Mônaco em 2019
A princesa Charlene de Mônaco em 2019 - Getty Images

A princesa Charlene de Mônaco “quase morreu” após passar uma temporada de 10 meses na África do Sul, segundo revelou uma fonte próxima à nobre ao site Page Six, com fala repercutida pela Caras Portugal. Charlene está sofrendo com uma doença ainda não identificada desde que retornou do país africano.

Segundo a fonte, a princesa de 43 anos passou por uma série de cirurgias após enfrentar uma infecção grave de ouvido, nariz e garganta, que resultou em "problemas graves de sinusite e deglutição decorrentes de uma cirurgia anterior".

"Ela não consegue comer alimentos sólidos há mais de seis meses por causa de todas as cirurgias que passou desde então. Ela só conseguiu ingerir líquidos por meio de um canudo, então perdeu quase metade do peso do corpo", afirmou.

Desde que a nobre retornou ao seu país natal em 8 de novembro, era esperado que ela retomasse seus deveres reais e que fosse à celebração do Dia Nacional, comemorado no último dia 19. No entanto, Charlene não marcou presença no evento.

Como informou o príncipe Albert à revista People, a princesa foi internada em uma "instalação de tratamento" fora de Mônaco após todos perceberem que estava "evidente que ela não estava bem". Ainda assim, alguns amigos dela questionam se a condição está sendo levada à sério pela família real de Mônaco.

"É injusto que ela esteja sendo retratada como tendo algum tipo de problema mental ou emocional. Não sabemos por que o palácio está minimizando o fato de que ela quase morreu na África do Sul", declarou a fonte.