Notícias » Arábia Saudita

Príncipe da Arábia Saudita teria ordenado o sequestro de filhos de ex-funcionário do governo

Segundo processo que o Buzzfeed News teve acesso, o pai dos jovens teria “informações mais sensíveis, humilhantes e condenatórias” sobre Mohammed bin Salman

Fabio Previdelli Publicado em 10/08/2020, às 11h01

Mohammed bin Salman
Mohammed bin Salman - Wikimedia Commons

Segundo matéria publicada no Buzzfeed News, o príncipe Mohammed bin Salman, herdeiro do trono saudita, foi acusado de supostamente sequestrar os irmãos Omar e Sarah Aljabri.

De acordo com Saad Aljabri, pai dos jovens que trabalhou mais de 40 anos para o rei Salman e para o ex-príncipe herdeiro Mohammad bin Nayef, Salman estaria tentando matá-los por causa de seu conhecimento sobre o regime saudita.

Aljabri foi deposto em junho de 2017 pelo próprio príncipe herdeiro. Com isso, ele passou a viver no exterior e não retornou ao país, já seus filhos foram impedidos de deixar a Arábia Saudita. Os irmãos foram sequestrados em 16 de março e desde então não foram vistos novamente.

O processo que investigará a participação de bin Salman no sequestro dos jovens foi aberto na última quinta-feira, 6. “O Dr. Saad estava e continua sendo atormentado pelo que está acontecendo com seu filho e filha”, diz um trecho do processo que o Buzzfeed teve acesso.

"Poucos lugares contêm informações mais sensíveis, humilhantes e condenatórias sobre [o príncipe herdeiro] do que a mente e a memória do Dr. Saad — exceto, talvez, as gravações que o Dr. Saad fez em antecipação à sua morte”, alega outra parte.

Além do desaparecimento dos irmãos, Mohammed bin Salman também é acusado de ordenar o sequestro e assassinato de Jamal Khashoggi, jornalista do Washington Post e ferrenho crítico do governo do país.