Notícias » Família Real Britânica

Príncipe Harry é confundido com vendedor de árvores de Natal nos Estados Unidos

Cena inusitada ocorreu enquanto ele e Meghan Markle escolhiam decoração natalina para casa

Fabio Previdelli Publicado em 07/12/2020, às 10h07

Fotografia do príncipe Harry
Fotografia do príncipe Harry - Wikimedia Commons

Desde que abdicou de suas funções dento da família real britânica, Harry, neto da Rainha Elizabeth, tenta viver uma vida mais uma vida mais tranquila ao lado de sua esposa, Meghan Markle.

Na semana passada, por exemplo, o casal foi normalmente a uma loja nos Estados Unidos para comprar um pinheiro de Natal quando vivenciaram uma situação inusitada e divertida. 

Em seu Twitter, o comerciante James Almaguer relatou mais detalhes do passeio deles. "Meghan e o Príncipe Harry entraram no meu trabalho hoje e vendemos a eles uma árvore de Natal", contou. “Estávamos com nosso lote vazio quando eles chegaram lá — seu agente ajudou a achar um momento tranquilo para virem, em vez de precisarmos fechar”. 

"Havia uma família lá e seu filho pequeno correu pelas árvores até Harry e perguntou se ele trabalhava aqui, sem saber quem ele é", conta. Apesar do vendedor ter apagado os tweets, eles foram relatados pela People.  

O mal entendido, no entanto, foi visto de forma descontraída por Harry, que respondeu o garotinho educadamente e deu algumas risadas com a situação.  

O casal, junto com seu filho Archie, de 19 meses, está planejando passar as férias nos Estados Unidos pela primeira vez em sua nova casa, em Montecito, na Califórnia. 

No ano passado, a família passou a temporada de festas em uma casa alugada na Ilha de Vancouver, no Canadá, com a mãe de Meghan, Doria RaglandHarry visitou a cidade vizinha de Sidney-by-the-Sea para comprar enfeites de mesa, poucos dias antes do Natal.  

A decisão do casal

Em janeiro de 2020, Harry e sua esposa, Meghan Markle, anunciaram através de um comunicado oficial que deixariam a condição de membros seniores da família real britânica. Após a decisão, eles começaram a trabalhar para se tornarem financeiramente independentes, sem deixar de apoiar a rainhaElizabeth II.

Harry e Megan durante o desfile Trooping the Colour em 2018 /Crédito - Getty Images

 

O casal revelou que a decisão veio após meses de reflexão e discussão interna, e que a transição foi escolhida para que possam desempenhar “um novo papel progressivo dentro desta instituição”.

Harry e Meghan se casaram em maio de 2018 e tiveram seu primeiro filho, Archie Harrison, em maio de 2019. O casal era o sexto na linha de sucessão ao trono, ficando atrás do príncipe Charles, do príncipe William, e dos sobrinhos George,Charlotte e Louis.

Relembre o comunicado completo abaixo.

“Após muitos meses de reflexão e discussões internas, optamos por fazer uma transição este ano, começando a desempenhar um novo papel progressivo dentro desta instituição. Pretendemos voltar atrás como membros "seniores" da Família Real e trabalhar para nos tornar financeiramente independentes, continuando a apoiar totalmente Sua Majestade a Rainha.

É com seu encorajamento, principalmente nos últimos anos, que nos sentimos preparados para fazer esse ajuste. Agora, planejamos equilibrar nosso tempo entre o Reino Unido e a América do Norte, continuando a honrar nosso dever para com a Rainha, a Commonwealth e nossos patrocínios.

Esse equilíbrio geográfico nos permitirá criar nosso filho com uma apreciação pela tradição real em que ele nasceu, além de proporcionar à nossa família o espaço para se concentrar no próximo capítulo, incluindo o lançamento de nossa nova entidade beneficente.

Esperamos ansiosamente compartilhar todos os detalhes deste emocionante próximo passo no devido tempo, enquanto continuamos a colaborar com Sua Majestade, a Rainha, o Príncipe de Gales, o Duque de Cambridge e todas as partes relevantes. Até lá, aceite nossos mais profundos agradecimentos por seu apoio contínuo".