Notícias » Reino Unido

Príncipe Harry está proibido de vestir trajes militares em cerimônia solene

Conhecido como 'Salute to Freedom', o evento que homenageia veteranos de guerra irá acontecer na próxima quarta-feira, 10

Pamela Malva Publicado em 08/11/2021, às 20h00

Príncipe Harry com trajes militares em 2018
Príncipe Harry com trajes militares em 2018 - Getty Images

O príncipe Harry não poderá usar suas vestes militares em um evento na próxima quarta-feira, 10. Nesse dia, segundo O Globo, o filho do príncipe Charles deverá entregar medalhas a veteranos de guerra em uma cerimônia chamada 'Salute to Freedom'.

Acontece que, apesar de ter servido no Exército Britânico durante dez anos, Harry está proibido de vestir um uniforme militar para o evento em Nova York. Isso porque, depois que abriu mão de suas funções como membro da família real, em 2020, o herdeiro da rainha Elizabeth II também perdeu seus três títulos militares honorários.

Ao invés do uniforme e do quepe tradicionais, então, o príncipe britânico deverá vestir apenas um terno e uma gravata preta, em um traje bastante parecido com o dos civis. Ele poderá, no entanto, trazer consigo as suas orgulhosas medalhas.

A mesma coisa teria acontecido em abril, durante o funeral do príncipe Philip, avô de Harry, que faleceu aos 99 anos. Para evitar constrangimentos, contudo, os membros da família real britânica usaram trajes civis, ao invés dos uniformes militares.


Sobre a abdicação de Harry e Meghan

Em janeiro de 2020, Harry e sua esposa, Meghan Markle, anunciaram através de um comunicado oficial que deixariam a condição de membros seniores da família real britânica. Após a decisão, eles começaram a trabalhar para se tornarem financeiramente independentes, sem deixar de apoiar a rainha Elizabeth II.

O casal revelou que a decisão veio após meses de reflexão e discussão interna, e que a transição foi escolhida para que possam desempenhar “um novo papel progressivo dentro desta instituição”.

Harry e Meghan se casaram em maio de 2018 e tiveram seu primeiro filho, Archie Harrison, em maio de 2019. O casal era o sexto na linha de sucessão ao trono, ficando atrás do príncipe Charles, do príncipe William, e dos sobrinhos George, Charlotte e Louis.