Notícias » Espanha

Prisão de rapper separatista gera onda de protestos na Espanha

Crítico da monarquia, Pablo Hasel deveria se entregar até a última sexta-feira, 12, mas foi preso na terça, 16

Giovanna Gomes Publicado em 17/02/2021, às 07h11 - Atualizado às 10h56

O rapper Pablo Hasél
O rapper Pablo Hasél - Divulgação

Uma série de protestos teve início na Espanha, nas regiões de Barcelona, Valência, Girona e Lleida na última terça-feira, 16. O motivo é a prisão do rapper Pablo Hasél, que deverá cumprir uma pena de nove meses devido a textos contra a monarquia e as forças de segurança postados em seu perfil no Twitter.

De acordo com a UOL, nas mensagens publicadas entre os anos de 2014 e 2016, o rapper acusa a polícia de torturar e assassinar manifestantes e imigrantes.

A maior parte dos protestos ocorreu de maneira pacífica, porém houve conflitos entre manifestantes e a polícia em algumas localidades. Um usuário da rede social escreveu: "As tensões entre os manifestantes e a polícia em #Valência continuam a aumentar. #LibertadPabloHasel #PabloHaselLibertad #Catalonia #Catalunya #SpainIsAFascistState #Catalonia #Antifeixista."

Pablo, que deveria se entregar até o dia 12 deste mês, declarou em entrevista concedida na última sexta-feira à AFP que não o faria."Eles terão que vir para me sequestrar e isso também servirá para que o Estado seja retratado pelo que é: uma falsa democracia", declarou o artista.