Notícias » Brasil

Procurado por atos antidemocráticos, Zé Trovão se entrega à Polícia Federal

Caminhoneiro bolsonarista estava foragido desde setembro

Fabio Previdelli Publicado em 26/10/2021, às 16h44

O caminhoneiro Zé do Trovão
O caminhoneiro Zé do Trovão - Divulgação/Arquivo Pessoal

Na tarde desta terça-feira, 16, o caminhoneiro bolsonarista Marcos Antonio Pereira Gomes se entregou espontaneamente à Polícia Federal de Joinville, em Santa Catarina. Foragido desde o início de setembro, Zé Trovão, como é popularmente conhecido, está sendo investigado por atos violentos e antidemocráticos. 

De acordo com as autoridades, o caminhoneiro, que é morador da cidade catarinense, apareceu na delegacia local por volta das 14 horas. Zé Trovão sequer foi interrogado, disse a PF, que o encaminhou diretamente ao presídio da cidade.

Conforme explica o G1, a prisão foi feita em cumprimento de um mandado expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo a Procuradoria Geral da República, o bolsonarista teria convocado manifestantes, por meio das redes sociais, a praticar atos violentos e criminosos em passeatas de apoio ao presidente.

Em nota, a defesa de Zé Trovão afirmou que seu cliente “está a dispor da Justiça para provar sua inocência”. Enquanto estava foragido, o bolsonarista foi localizado pela PF no México. Em suas redes, ele afirmou que representantes da embaixada haviam o procurado no hotel onde ele estava hospedado.