Notícias » Astronomia

Professor brasileiro explica descoberta de estrela mais antiga do espaço

A recente descoberta da estrela ‘Earendel’ chamou a atenção; confira

Redação Publicado em 13/04/2022, às 14h17

Estrela 'Earendel'
Estrela 'Earendel' - Divulgação/NASA, ESA, B. Welch (JHU), D. Coe (STScI), A. Pagan (STScI)

Recentemente, foi anunciada a descoberta da estrela mais antiga já vista no espaço. Através do telescópio Hubble, foi possível identificar a presença da estrela Earendel.

De acordo com cientistas, o astro foi localizado a 12,9 bilhões de anos-luz da Terra. O estudo publicado na revista científica Nature explica que a estrela é tão antiga que existia já no primeiro bilhão de anos após o Big Bang.

Em depoimento exclusivo, Élcio Abdalla, Professor de Física da USP e coordenador do projeto para o único radiotelescópio do Brasil, BINGO, nos explicou mais sobre a descoberta:

“A observação desta estrela é importante, pois nos dá uma visão de como o universo era há bilhões de anos atrás, nos permite conhecer melhor o nosso entorno, matérias e como as galáxias e o universo estavam após o Big Bang e, consequentemente, nos dá uma visão do Universo desde nossa posição na Terra naquele momento”, pontua.

Saiba mais sobre o BINGO

O radiotelescópio BINGO (acrônimo para “Baryon Acoustic Oscillations from Integrated  Neutral Gas Observations''), instalado na Serra do Urubu, na cidade de Aguiar, no interior da Paraíba. O projeto, financiado pela Fapesp e pelo Governo da Paraíba é considerado de extrema importância para a ciência e para a tecnologia do Brasil.

 Fotografia do radiotelescópio BINGO / Crédito: Divulgação/ Digital Trix

Segundo o professor Elcio Abdalla, coordenador do projeto e professor do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (IF-USP), o objetivo principal do BINGO é explorar novas possibilidades na observação do universo a partir do céu brasileiro.


Confira a pesquisa completa sobre a Earendel neste link