Notícias » Mundo

Professor de Portugal será demitido após falas sobre mulheres brasileiras

Através de denúncias, foram reveladas falas machistas e xenofóbicas do professor universitário; entenda

Alan de Oliveira | @baco.deoli sob supervisão de Penélope Coelho Publicado em 14/04/2022, às 10h04

Universidade do Porto
Universidade do Porto - Divulgação/ UP / Wikimedia Commons

Em caso que repercutiu desde o início da semana, um professor da Universidade do Porto, será demitido após emitir comentários machistas e xenofóbicos sobre jovens brasileiras, informou o “Jornal de Notícias”, ontem de noite (13).

Segundo a publicação, Pedro Cosme da Costa Vieira teria dito que as mulheres brasileiras são mercadorias. Depois das denúncias, a universidade entrou com um pedido de demissão contra o profissional.

De acordo com o documento, ao qual o portal de notícias g1 teve acesso, Costa Vieira é identificado como professor assistente da instituição. O despacho diz ainda que não havia sido possível, encontrar o docente para informá-lo sobre a decisão do desligamento.

Denúncias

As acusações ocorreram durante uma aula de jornalismo para ao menos 129 pessoas, segundo o portal “jornal de Notícias”.

O professor universitário teria dito frases como: "As mulheres brasileiras são uma mercadoria", ou "Sabem o que é uma caçadeira? Aquela arma que os homens usam para matar as mulheres" e ainda "Qualquer dia a minha amiga Marta, do judo, que é ceguinha, vai chegar grávida".

Até o momento, não foi obtido um comunicado oficial da universidade portuguesa além da demissão, assim como a defesa de Pedro não veio a público falar das acusações.