Notícias » Nova Zelândia

Professora é acusada de tapar boca de criança com silver tape, na Nova Zelândia

A mãe do garoto de 7 anos foi quem fez a denúncia contra a mulher

Giovanna Gomes Publicado em 17/12/2020, às 09h28

Imagem de fita adesiva
Imagem de fita adesiva - Pixabay

Uma professora neozelandesa foi acusada pela mãe de um aluno de 7 anos de ter tapado a boca do menino e de outras crianças com uma fita silver tape. Conforme repercutido pelo portal UOL, a mãe declarou que está "absolutamente chocada que uma professora faça algo desse tipo", em entrevista dada ao jornal local Stuff.

Em resposta, a professora alegou que o ocorrido se tratava apenas de uma brincadeira e que as crianças estavam rindo. Entretanto, a mãe afirmou que o garoto, que sofre de asma, ficou com sinais de ansiedade e teve de faltar à escola por duas semanas após o incidente.

Nesse período em que esteve ausente, ocorreu o concerto de Natal na escola para o qual havia ensaiado, mas que o jovem não conseguiu participar.

Ela ainda declarou que o filho ficou com medo de falar o que tinha acontecido, pois achou que se tratava de uma punição.

A mulher só descobriu o que houve com o garoto depois que outra criança relatou à irmã do menino o que a professora havia feito. Em seguida, a criança repassou informação para a mãe.

O diretor da escola Cowill, que fica em West Auckland, declarou acreditar na versão da professora. Porém, a instituição pediu desculpas por "causar este aborrecimento à família". A mãe, no entanto, tirou os dois filhos da escola e a polícia iniciou a apuração do caso.