Notícias » Religião

Promotor do Vaticano pede pena de seis anos para padre acusado de violência sexual contra menor

Os crimes teriam acontecido entre 2007 e 2012, em um pré-seminário; a sentença oficial do padre Gabrielle Martinelli ainda não foi definida

Penélope Coelho Publicado em 16/07/2021, às 07h21

Fotografia meramente ilustrativa do Vaticano em 2013
Fotografia meramente ilustrativa do Vaticano em 2013 - Getty Images

De acordo com informações da agência de notícias AFP, publicadas na última quinta-feira, 15, pelo UOL, um promotor do tribunal penal do Vaticano realizou um pedido à Justiça para que o padre Gabrielle Martinelli, acusado de violência sexual contra menor de idade, seja punido com a sentença de seis anos de prisão.

Até o momento, a pena oficial do religioso ainda não foi definida. Contudo, uma nova audiência deve acontecer nesta sexta-feira, 16. Sabe-se que Martinelli, de 29 anos, é suspeito de ter forçado um garoto a ter relações sexuais com ele durante a juventude de ambos, quando ainda viviam em um pré-seminário.

Segundo revelado na reportagem, os casos tiveram início em 2007, quando o acusado e a vítima eram adolescentes, na ocasião, Gabrielle tinha 14 anos e o outro jovem tinha 13. De acordo com a publicação, a violência teria continuado até 2012.

O padre — que em julgamento afirmou que as acusações são “infundadas” — deve ser punido pelos atos cometidos a partir de seus 16 anos, como definiu o promotor de justiça do caso, Roberto Zannotti.

Além de Martinelli, o padreEnrico Radice, atualmente com 72 anos, também deverá receber uma sentença por “favoritismo”, por ter feito vista grossa na época em que os crimes aconteceram, quando era reitor do pré-seminário.