Notícias » Estados Unidos

Promotores do caso George Floyd afirmam que ele foi sufocado por quase oito minutos

O tempo é diferente do que havia sido anteriormente atribuído ao episódio em questão

Isabela Barreiros Publicado em 18/06/2020, às 18h25

O americano George Floyd
O americano George Floyd - Divulgação/Twitter

De acordo com a agência Associated Press (AP), o sufocamento do americano George Floyd durou menos tempo do que havia sido divulgado pela imprensa e durante o caso jurídico. A diferença é de um minuto a menos.

Promotores de Minnesota, nos Estados Unidos, afirmaram que ele foi asfixiado pelo ex-policial Derek Chauvin por 7 minutos e 46 segundos. Durante as manifestações contra violência policial realizadas ao longo do país, ficaram marcados os 8 minutos e 46 segundos, que também estavam presentes na acusação de homicídio contra Chauvin.

O escritório de Mike Freeman, um dos promotores do caso, lançou uma nota ao público declarando que "o erro de um minuto não fez diferença” na decisão. "Esses tipos de questões técnicas podem ser tratados em futuras emendas à queixa criminal, se outros motivos tornarem necessário alterar a queixa", explicou o comunicado.

O tempo foi obtido principalmente ao analisar o vídeo postado na internet em que Floyd foi asfixiado com o joelho de Chauvin. O caso aconteceu no dia 25 do mês passado e gerou protestos ao redor do mundo.