Notícias » Ásia

Proposta sul-coreana para oficializar fim da guerra com Coreia do Norte é elogiada por irmã de Kim Jong-un

Entretanto, Kim Yo-jong, pediu para que Coreia do Sul mude de atitude em relação ao governo norte-coreano

Penélope Coelho Publicado em 25/09/2021, às 08h28

Kim Jong-un e Kim Yo-jong, em 2018
Kim Jong-un e Kim Yo-jong, em 2018 - Getty Images

Na última sexta-feira, 24, através de declarações oficiais publicadas pela agência oficial KCNA, a irmã do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, Kim Yo-jong, pediu para que a Coreia do Sul que abandone as "políticas hostis" contra o governo norte-coreano. As informações são do G1.

Segundo revelado na publicação, a fala de Yo-jong refere-se ao conflito entre as Coreias, que teve início em 1950 e terminou em 1953. Entretanto, um acordo de paz nunca foi assinado. Sendo assim, formalmente as nações ainda estão em guerra.

Recentemente, em discurso realizado na Assembleia Geral da ONU, o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, realizou uma proposta para acabar com o conflito de maneira oficial.

Em resposta, a irmã de Kim Jong-Un afirmou que a ideia é “admirável”, contudo, pediu para que o país vizinho mude de atitude em relação à Coreia do Norte. Segundo a mulher, fazer declarações com "padrões duplos, preconceitos e políticas hostis ainda em vigor não faz nenhum sentido".