Notícias » Rússia

Putin cita 'declarações agressivas' e deixa equipes de armas nucleares em alerta

Presidente da Rússia é o responsável pela invasão do país na Ucrânia, iniciada na última quinta-feira, 24

Redação Publicado em 27/02/2022, às 11h46

Vladimir Putin, presidente da Rússia
Vladimir Putin, presidente da Rússia - Getty Images

Após invadir a Ucrânia, no que classifica como uma 'missão militar especial', o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou que o comando russo coloque armas nucleares em posição de alerta. As informações são da Reuters.

Putin diz que escutou comentários agressivos por parte de países que englobam a Otan, centro do conflito que agora deixa o mundo alerta. 

O presidente também cita as recentes sanções que têm sido tomadas contra a Rússia após a invasão que matou mais de 100 pessoas em um dia.

"Como vocês podem ver, países do Ocidente não só tomam medidas não amistosas contra nós na dimensão econômica —eu me refiro às sanções que todos conhecem bem e também aos principais dirigentes que lideram a Otan que se permitem fazer declarações agressivas em relação ao nosso país", disse Putin na TV estatal.

Em seguida, Vladimir Putin deixa claro que as forças de deterrência - quando se impede um possível ataque ao provocar danos, referência que inclui armas nucleares - estão em prontidão.

"Dessa forma, comando ao ministro da Defesa para que as forças de deterrência do país estejam de prontidão", afirmou ele.