Notícias » Rússia

Putin discursa sobre proposta de permanecer no poder até 2036

Governando há 20 anos, o presidente da Rússia afirma que a mudança é necessária para a estabilidade do país

Alana Sousa Publicado em 11/03/2020, às 07h00

Vladimir Putin, há 20 anos no comando da Rússia
Vladimir Putin, há 20 anos no comando da Rússia - Getty Images

Governante por mais tempo no poder desde o líder soviético Josef Stalin, Vladimir Putin apresentou hoje a versão final de seu plano para permanecer como presidente da Rússia até 2036.

Em um discurso no Parlamento, transmitido para o país pelos meios televisivos, Putin mostra apoio ao processo de seu partido, o Rússia Unida, de zerar a contagem de mandatos presidenciais, o que legalmente o tornaria apto para concorrer ao cargo novamente.

“Em princípio, essa opção seria possível, mas com uma condição: de que a Corte Constitucional dê um veredito de que essa emenda não contradiz a Constituição”, afirmou o líder. Em 2024, o quarto mandato do político se encerrará e, se aprovada a nova lei, ele poderá ser eleito e continuar na liderança do país até a próxima década.

O processo ainda precisará ser votado no Conselho da Federação, o resultado é esperado para meados de abril. Mesmo com a aprovação do presidente entre 65 a 70%, a proposta é ousada e ainda não é possível afirmar se ela será aprovada.

No poder desde agosto de 1999, em discurso na semana passada, Putin falou que “adorava o trabalho” e essa alteração na Constituição seria importante para a estabilidade da nação, complementando que eles já tiveram “revoluções suficientes”.