Notícias » Rússia

Putin é um ‘criminoso de guerra’, diz Biden

O presidente dos EUA usou a linguagem pela primeira vez para condenar o líder russo, em uma retórica considerada ‘inaceitável e imperdoável’ pelo Kremlin

Redação Publicado em 17/03/2022, às 09h45

Joe Biden e Vladimir Putin
Joe Biden e Vladimir Putin - Getty Images

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, chamou pela primeira vez o líder russo Vladimir Putin de “criminoso de guerra” em meio ao conflito da Rússia com a Ucrânia, que vem gerando tensões entre as duas nações.

A fala aconteceu na quarta-feira, 16, quando Biden foi questionado por um repórter em Washington: "Senhor presidente, depois de tudo o que vimos, você está pronto para chamar Putin de criminoso de guerra?"

De imediato, o presidente respondeu que não, mas depois mudou a resposta. “Acho que ele é um criminoso de guerra", afirmou, como reportou a BBC News.

Mais tarde, a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, declarou que o líder americano estava “falando com o coração” e que “as observações do presidente falam por si mesmas”. Ela também ressaltou que a investigação sobre crimes de guerra está em andamento.

A declaração de Biden, no entanto, foi condenada pela Rússia. "Acreditamos que tal retórica é inaceitável e imperdoável por parte do chefe de Estado, cujas bombas mataram centenas de milhares de pessoas em todo o mundo", disse o porta-voz Dmitry Peskov à agência de notícias estatal russa Tass.