Notícias » Rússia

Putin promulga lei que pode garantir sua permanência no poder até 2036

Atual governo do russo está previsto para acabar em 2024

Fabio Previdelli Publicado em 06/04/2021, às 10h17

Vladimir Putin durante compromisso político
Vladimir Putin durante compromisso político - Divulgação

Na última segunda-feira, 5, o presidente russo Vladimir Putin deu mais um passo importante para tentar se manter no poder por mais alguns anos. Segundo informações da RFI, o mandatário russo promulgou uma lei que o permite concorrer a outros dois mandatos presidenciais de seis anos. 

Com isso, Putin poderá, caso reeleito, ficar no poder até 2036. A lei, que foi publicada no portal oficial do país, havia sido aprovada pelo Parlamento em março. Antes disso, um referendo constitucional já fora realizado no ano passado. 

Aos 68 anos, o atual presidente russo deveria ocupar tal cargo até o fim de seu mandato, em 2024, já que a legislação do país não permitia, até então, que uma pessoa ocupasse a posição por mais de dois mandatos consecutivos.  

Porém, a promulgação afirma que “a restrição não se aplica àqueles que ocupavam o cargo de chefe de Estado antes da entrada em vigor das emendas à Constituição”, que foram aprovadas no ano passado, como relata o RFI. 

Vladimir Putin já havia sido eleito presidente russo pela primeira vez no ano 2000, porém, teve de deixar o cargo por algumas restrições na legislação russa. Mesmo assim, ele não ficou longe da política do país.  

Em 2008, após o fim de seus mandatos, ele se tornou primeiro-ministro, enquanto o país era presidido por Dmitry Medvedev, o último chefe de seu governo. Quatro anos depois, ele voltou a ser presidente do país, sendo reeleito em 2018.