Notícias » Rússia

Putin promulga lei que proíbe participação de colaboradores de organizações "extremistas" nas eleições russas

A crítica enxerga essa nova medida como uma ferramenta para atingir os opositores de seu governo. Entenda!

Redação Publicado em 04/06/2021, às 09h00

Vladimir Putin durante compromisso político
Vladimir Putin durante compromisso político - Getty Images

De acordo com informações da agência de notícias AFP, publicadas nesta sexta-feira, 4, pelo UOL, o presidente russo, Vladimir Putin, promulgou hoje uma lei que proíbe a participação de colaboradores de organizações "extremistas" nas eleições do país.

Segundo revelado na publicação, a nova medida vem sendo criticada pela oposição, que enxerga a decisão como uma ferramenta que tem o objetivo de tentar silenciar a ação de opositores, principalmente de partidários do principal opositor do governo, Alexei Navalny, preso desde janeiro.

Navalny durante campanha em 2013 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Agora, a promotoria pede uma análise da lei, a fim de que a Justiça especifique quais são as tais organizações citadas como “extremistas”. A crítica acredita que a medida planeja "desestabilizar a situação social" no país.

A decisão vem à tona antes das eleições legislativas que devem acontecer em setembro na Rússia. De acordo com a reportagem, o partido que está atualmente no poder, Rússia Unida, apresentou uma queda em sua popularidade e nas intenções de voto da população. O declínio acontece em meio aos inúmeros escândalos de corrupção no país.