Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Entretenimento

Qual foi a inspiração para o vilão de Stranger Things?

Criadores da série da Netflix revelam no que estavam pensando quando criaram o terrível Vecna

Redação Publicado em 14/06/2022, às 09h06

Vecna de Stranger Things e Rei da Noite de Game of Thrones - Divulgação/Netflix / HBO
Vecna de Stranger Things e Rei da Noite de Game of Thrones - Divulgação/Netflix / HBO

Para criarem o vilão Vecna, que ataca os personagens de Stranger Things na quarta temporada recém-lançada, os criadores da série da Netflix mergulharam em um mar de referências de outras produções cinematográficas.

Uma delas, segundo o designer de próteses de maquiagem, Barrie Gower, foi o Rei da Noite de Game of Thrones (2011), que também foi desenvolvido por ele.

"Os irmãos Duffer viram nosso trabalho em Game of Thrones, e realmente amaram o Rei da Noite. Também tinham adorado o que fizemos na série Chernobyl (2019), com as queimaduras de radiação. Acho que eles queriam uma combinação das duas coisas", contou ao CinemaBlend.

Ele acrescentou: “Ao mesmo tempo, é natural que muitos dos artistas de nossa equipe que trabalharam diretamente em Game of Thrones também tenham trabalhado no Vecna. Por isso, há traços e estilos parecidos entre os dois, do desenho à escultura e à pintura”.

Gower explicou que Vecna é “o monstro mais humano de Stranger Things”, o que fez com que a inspiração se voltasse principalmente ao processo de decomposição do corpo humano.

Montagem de Vecna

Para que o vilão ficasse pronto, a montagem do figurino levava entre seis e nove horas. Foram usados efeitos especiais, e, para ajudar no aspecto viscoso, vaselina e muito lubrificante, segundo a Rolling Stone Brasil.

“No dia [da filmagem] ele tem que estar superviscoso, então usamos produtos como lubrificante K-Y. Também usamos um produto chamado UltraWet, um gel transparente, que passamos em todo o corpo dele”, explicou Gower ao The Verve.

“É o tipo de coisa que, no set, se você colocava a mão no ombro dele, você se arrependia porque ficava todo melecado”, relembrou.