Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Ciência

Qual o tamanho e idade da maior planta do mundo?

Cientistas australianos divulgaram nesta quarta-feira, 1, a descoberta da planta relativamente intocada por mãos humanas

Redação Publicado em 01/06/2022, às 09h55

Prado de Posidonia australis, na Austrália - Divulgação/Rachel Austin/Universidade da Austrália Ocidental
Prado de Posidonia australis, na Austrália - Divulgação/Rachel Austin/Universidade da Austrália Ocidental

O que se acredita ser a maior planta do mundo foi descoberto por pesquisadores australianos nas águas rasas da Área de Patrimônio Mundial de Shark Bay, na costa oeste da Austrália.

O espécime impressiona pelo tamanho, mas também pela idade: cobrindo cerca de 220 quilômetros quadrados — para se ter uma ideia, mais ou menos 25 mil campos de futebol —, a planta surgiu há pelo menos 4,5 mil anos.

Trata-se de uma erva marinha da espécie Posidonia australis, conhecida “erva daninha de bola de fibra” ou ainda “erva daninha de fita”, famosa pelos seus grandes prados ao longo da costa australiana.

No entanto, quando começaram a investigar a planta em questão, perceberam que não havia diferença genética entre as que estavam nos diferentes lados da baía: as amostras de locais a 180 km de distância mostravam que aquele era apenas um espécime.

Maior planta do mundo

“Pensamos 'o que diabos está acontecendo aqui?'”, contou Martin Breed, ecologista da Universidade Flinders, na Austrália, ao jornal britânico The Guardian. “Ficamos completamente perplexos.”

Os cientistas coletaram 18 mil amostras em dez diferentes locais. A partir disso, foi possível perceber que o prado em questão não era formado por vários espécimes de Posidonia australis, mas sim uma única planta — nove amostras eram idênticas.

“É o maior exemplo conhecido de clone em qualquer ambiente da Terra”, explicou Elizabeth Sinclair, da Universidade da Austrália Ocidental, uma das coautoras do estudo, como repercutiu o jornal O Globo.

Segundo Jane Edgeloe, também da Universidade da Austrália Ocidenta “os 200 quilômetros quadrados existentes de prados de ervas daninhas parecem ter se expandido a partir de uma única muda colonizadora”.

O estudo que descreve as conclusões sobre a nova maior planta do mundo foi publicado na revista científica Proceedings of the Royal Society B. Antes, o recorde pertencia a erva marinha Posidonia oceanica, que se estende por 15 quilômetros no Mar Mediterrâneo.