Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Top Gun

Qual a possibilidade de Top Gun ter um terceiro filme?

Miles Teller, que dividiu protagonismo da sequência do clássico Top Gun, falou sobre as expectativas para a franquia

Redação Publicado em 11/07/2022, às 09h53

Miles Teller e Tom Cruise em “Top Gun: Maverick” (2022) - Divulgação/Paramount Pictures
Miles Teller e Tom Cruise em “Top Gun: Maverick” (2022) - Divulgação/Paramount Pictures

Depois do sucesso estrondoso de “Top Gun: Maverick”, os responsáveis pela franquia não estão descartando a possibilidade de um retorno para um terceiro filme da franquia, revelou Miles Teller.

Em entrevista ao programa americano Entertainment Tonight, o ator que dividiu o protagonismo da sequência do clássico com Tom Cruise contou que vem conversando sobre uma continuação com o colega de elenco.

Embora a chance de um terceiro filme não esteja completamente descartada de acordo com o artista, tudo ainda depende de Cruise aceitar ou não voltar ao papel de Pete "Maverick" Mitchell.

“Isso seria ótimo, mas tudo depende do T.C. [Tom Cruise]”, revelou Teller. “Tudo depende do Tom. Nós tivemos algumas conversas com ele sobre isso. Veremos.”

Como Tom Cruise foi convencido?

Para voltar ao papel, Tom Cruise teve que ser convencido pelo diretor Joseph Kosinski, que contou à Polygon como envolveu o ator na trama a partir do conflito sobre a "diferença entre ser um aviador que entra e arrisca sua própria vida, e alguém que está em uma posição mais alta que tem que enviar outros para arriscar suas vidas".

"Conversei com alguns almirantes que falaram sobre essa diferença. É um tipo diferente de pressão, é quase mais difícil enviar os outros em vez de ir você mesmo. E para mim, parecia que isso alavancou a emoção do filme passado e os relacionamentos que todos nós amamos, mas levou a uma nova direção. Então foi aí que eu comecei", contou. 

Ele acrescentou: “Eu acho que foi honestamente o elemento que realmente pegou Tom, porque deu a ele uma razão emocional para retornar a esse personagem. A segunda coisa foi, o que Maverick está fazendo? Você sabe, onde podemos encontrá-lo? E essa é a minha própria paixão... Então a ideia de encontrá-lo como piloto de testes no limite do que é possível me pareceu a maneira perfeita de encontrá-lo, e Tom adorou isso.”