Notícias » Mundo

Quanto a Tesla perdeu em valor de mercado após Elon Musk comprar o Twitter?

Em levantamentos divulgados pela Bolsa de Valores, valor de queda chama atenção

Redação Publicado em 27/04/2022, às 14h36

Montagem de Elon Musk e da marca Tesla
Montagem de Elon Musk e da marca Tesla - Getty Images

Um dia após o anúncio da compra da rede social "Twitter" pelo bilionário e empresário Elon Musk, hoje, a “Tesla” (empresa que é dono e um dos seus maiores trabalhos no mercado financeiro e tecnológico), teve uma queda significativa em valor de mercado.

Agora, a empresa automotiva é avaliada em US$ 907 bilhões (cerca de R$ 45 trilhões), sendo assim, uma queda de 12,18% das ações, vendidas em US$ 876,42 (R$ 4.377,45).

O valor da "Tesla" caiu cerca de 23% desde que a participação do novo dono do "Twitter" foi revelada em 4 de abril, segundo a Economatica. Isso equivale a uma perda de capitalização de mercado de US$ 275 bilhões (1,3 trilhão de reais). 

Mais de US$ 40 bilhões evaporaram da participação de 17% de Musk na empresa durante esse período.

O fator mais relevante para a queda que vimos hoje é a possibilidade de o Musk vender uma parte considerável de sua posição em Tesla para pagar a aquisição do Twitter", disse Natan Epstein, sócio da Catarina Capital, gestora de investimentos com foco em empresas de tecnologia, ao portal g1.

Segundo ele, a queda também foi causada pela preocupação de alguns investidores de que a atenção de Musk estivesse dividida entre as duas empresas. A montadora também teve um dia ruim para outras empresas de tecnologia.

O ínidice Nasdaq 100, que reúne as principais empresas norte-americanas do setor, caiu mais de 3,5%.

Queda não tira Tesla das primeiras colocações

Apesar do declínio, a Tesla continua sendo a quinta maior empresa por capitalização de mercado na Nasdaq, segundo a 'Economatica". A empresa perde apenas para "Apple", "Microsoft', "Alphabet" (do Google) e "Amazon".

A montadora de Musk foi fundada em 2003 e tem fábricas nos EUA, China e Alemanha. A fábrica europeia abriu em março com um investimento de 5 bilhões de euros (26 bilhões de reais) e tem capacidade para produzir até 500 mil carros por ano.