Notícias » Entretenimento

Quentin Tarantino faz defesa a ida ao cinema: 'A TV é boa, mas é uma experiência descartável'

Quentin Tarantino falou sobre a experiência de ir a salas de exibição em entrevista

Isabela Barreiros Publicado em 11/11/2021, às 13h59

Quentin Tarantino no Rome Film Fest de 2021
Quentin Tarantino no Rome Film Fest de 2021 - Getty Images

Quentin Tarantino defendeu que as pessoas devam ir a salas de cinema para assistirem a filmes, em contraposição à televisão. Para o diretor de “Pulp Fiction” (1994), “Kill Bill” (2003), entre outros, as duas experiências são completamente diferentes.

O cineasta afirmou em entrevista ao The Late Show with Stephen Colbert que ver um longa-metragem nas telonas é uma experiência que deve ser valorizada, enquanto assistir a um título na televisão é “descartável”.

"A TV é boa, mas também é uma experiência descartável. Tem um aspecto de ser descartável”, refletiu Tarantino.

“Quando sai um filme que você está interessado o suficiente para ver, e isso te faz sair de casa e comprar um ingresso. Você poderia fazer o que quisesse no mundo naquela noite, mas decide ir ver um filme. Um filme em particular”, explicou.

O diretor completou: “E você vai vê-lo e compra um ingresso e se senta e tem uma experiência — e você tem uma experiência com um bando de estranhos. E, naquele momento, quando o filme começa, quando as luzes se apagam, você se torna um coletivo.

"Quando você tem uma boa experiência — nem sempre é uma boa experiência — mas quando você tem uma boa experiência, essas são as coisas que ficam em sua mente e que você lembra para o resto de sua vida. E eles se tornam instantâneos indeléveis”, finalizou.