Notícias » Música

R$ 1,4 bilhão: Catálogo de David Bowie é adquirido por gravadora

A Warner Chappell é a nova detentora dos direitos autorais do 'Camaleão do Rock'

Wallacy Ferrari Publicado em 04/01/2022, às 12h58

David Bowie durante apresentação em 2004
David Bowie durante apresentação em 2004 - Getty Images

A Warner Chappell Music adquiriu o direito de todas as obras musicais que contaram com a autoria do músico britânico David Bowie, conforme anunciou a gravadora na última segunda-feira, 3. O músico completaria 75 anos no próximo dia 8, mas faleceu a seis, em 10 de janeiro de 2016.

A compra ocorre em meio a uma onda de aquisições de direitos autorais de grandes artistas do século 20, como Bruce Springsteen, que vendeu seu catálogo inteiro por US$ 500 milhões para a Sony em dezembro, juntamente com Bob Dylan, que repassou suas obras para a Universal Music por US$ 300 milhões.

Na venda de Bowie, a Warner Chappell não divulgou os termos acordados, mas a revista norte-americana Variety, que reportou a venda, estima a aquisição em US$ 250 milhões (aproximadamente R$ 1,4 bilhão na cotação atual). Com a compra, levam também seus maiores sucessos, como “Space Oddity”, “Heroes” e “Let’s Dance”.

Guy Moot, diretor da empresa, enfatizou em comunicado que a compra resgata a importância do astro inglês: "Estamos imensamente orgulhosos de termos sido escolhidos como guardiões da herança de David Bowie, um catálogo com o que há de mais revolucionário, influente e duradouro na história da música”.