Notícias » Personagem

R. Kelly tem canais banidos do Youtube após condenação por tráfico sexual

Plataforma considerou que artista violou os Termos de Serviço da empresa

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 07/10/2021, às 14h52

Fotografia de R. Kelly durante julgamento
Fotografia de R. Kelly durante julgamento - Getty Images

No último mês de setembro, o cantor e compositor norte-americano conhecido como R. Kelly foi condenado por comandar um esquema de tráfico sexual de tanto mulheres quanto meninas que teria estado ativo durante décadas. 

Ele possuía dois canais no Youtube, porém ambos foram retirados do ar recentemente, segundo divulgado pela Agência Bloomberg. Quem tenta acessar uma das contas do réu encontra a mensagem "A conta foi encerrada por uma violação dos Termos de Serviço do YouTube". 

"As ações cometidas por R. Kelly garantem penalidades além das medidas de execução padrão da plataforma devido ao potencial de causar danos. Por fim, estamos tomando essa atitude para proteger nossos usuários", relatou Nicole Alston, que trabalha no departamento jurídico da empresa digital, ainda conforme a agência de notícias. 

As ações tomadas pelo Youtube também impedem que o cantor de 54 anos crie outros canais no futuro. 

De acordo com informações repercutidas pelo G1, R. Kelly liderava um grupo composto por empresários e seguranças encarregados de recrutar mulheres que posteriormente eram obrigadas a terem relações sexuais com o artista e produzirem material pornográfico. 

Como algumas dessas vítimas do tráfico sexual eram menores de idade, o esquema incluía a produção de pornografia infantil.