Notícias » Estados Unidos

Rachel Levine se torna primeira mulher trans no cargo de almirante quatro estrelas nos EUA

Médica lidera esforços para combater problemas de saúde no país, atuando como secretária-assistente de Saúde

Isabela Barreiros Publicado em 20/10/2021, às 07h48

Dra. Rachel Levine, secretária-assistente de Saúde dos EUA
Dra. Rachel Levine, secretária-assistente de Saúde dos EUA - Getty Images

A Dra. Rachel Levine, secretária-assistente de Saúde dos Estados Unidos, se tornou a primeira mulher trans a ser nomeada ao cargo de almirante quatro estrelas no US Public Health Service Commissioned Corps, do Departamento de Saúde do país. 

O feito histórico aconteceu nesta terça-feira, 19, após o presidente Joe Biden tê-la nomeado ao cargo das Forças Armadas. Mesmo antes de se tornar almirante, Levine já era a oficial americana transgênero com a mais alta patente dos EUA.

Durante a cerimônia de posse, a médica afirmou que a ocasião era “importante” e que se sentia “honrada em assumir este papel pelo impacto que posso causar e pela natureza histórica do que ele simboliza", segundo a NBC News. 

"Apoio os ombros daqueles indivíduos LGBTQ + que vieram antes de mim, tanto os conhecidos como os desconhecidos. Que esta nomeação hoje seja a primeira de muitas outras que virão, à medida que criamos um futuro diversificado e mais inclusivo”, completou.

Levine é pediatra e não mediu esforços para combater problemas de saúde pública no país, lidando com epidemia de opioides, mortalidade materna e imunização infantil, por exemplo. Ela também já atuou como secretária de saúde da Pensilvânia.