Notícias » Arqueologia

Raio-x irá decifrar itens misteriosos de navios naufragados na Inglaterra

Entre os objetos enigmáticos está um baú e moedas de prata provenientes de um naufrágio de 1740 d.C

Vanessa Centamori Publicado em 01/07/2020, às 10h52

Pesquisador mergulhando no local do navio naufragado Rooswijk
Pesquisador mergulhando no local do navio naufragado Rooswijk - Divulgação/Historic England

Nas águas costeiras da Inglaterra, ao logo de muitos anos, naufrágios têm deixado diversos artefatos misteriosos, que narram histórias ainda desconhecidas sobre os desastres. Finalmente, esses itens serão decifrados, graças a novos investimentos locais em pesquisa, que trazem uma nova tecnologia com base em raio-X.

Essa novidade surge devido à uma oferta generosa de 150 mil libras da organização de caridade The Wolfson Foundation, que irá subsidiar os custos dos estudos da agência governamental Historic England. Equipamentos antigos serão substituídos por novos e melhorarão as investigações sobre o patrimônio histórico inglês. 

Artefato encontrado nos restos do navio Rooswijk /Crédito:Divulgação/Historic England

 

Segundo o veículo Ancient Origins, o executivo-chefe da Historic England, Duncan Wilson, chegou a exemplificar quais os naufrágios que serão alvo dos investimentos. Entre eles, está o afundamento do navio Rooswijk, que naufragou na costa de Kent em 1740 d.C. 

A embarcação estava carregada de mercadorias comerciais, incluindo um baú e moedas de prata, que podem contar mais sobre o incidente e a vida das pessoas do século 18. O navio foi encontrado por acaso, a 24 metros de profundidade, por um mergulhador amador em 2004. A explicação para os itens do naufrágio é ainda um mistério, mas só por enquanto.