Notícias » Brasil

Ranking de bilionários brasileiros tem 40 novos nomes, segundo a Forbes

De acordo com a publicação, os empresários conquistaram enormes fortunas em 2021, apesar da pandemia da Covid-19

Pamela Malva Publicado em 31/08/2021, às 17h00

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Divulgação/Pixabay

Em sua mais nova lista das pessoas mais ricas do Brasil, a revista Forbes afirmou que, apesar da pandemia, o país tem 40 novos bilionários. Isso porque, de acordo com a publicação, via UOL, o último ano movimentou ainda mais o mercado de capitais no país.

Entre os novos integrantes da lista, está Marcelo Rodolfo Hahn. Aos 52 anos, ele acumulou um patrimônio estimado em R$ 7,54 bilhões, sendo que grande parte da fortuna foi adquirida por sua participação na Blau Farmacêutica.

Outro destaque da nova lista é o ex-atleta Pedro Paulo Chiamulera, cuja fortuna foi avaliada em R$ 2,53 bilhões. Tendo participado das Olimpíadas, o cientista da computação garantiu a quantia no comando da ClearSale, uma empresa antifraude.

Ainda mais, segundo a Forbes, a quantidade de empresas presentes na lista é um diferencial da relação de 2021, sendo que, dos 42 novos bilionários, 34 são de diversas instituições. A Metalúrgica Schulz, por exemplo, é uma das poucas que se repete.

O ranking, no entanto, gerou polêmicas ao apresentar pouca diversidade em termos de gênero e raça. Entre as dez pessoas mais ricas do Brasil, todas brancas, existe apenas uma mulher, a viúva de Joseph Safra, Vicky Sarfati Safra, com 68 anos e R$ 37 bilhões.

Enquanto isso, os cinco primeiros da lista são Eduardo Luiz Saverin, de 39 anos, com R$ 97,5 bilhões; Jorge Paulo Lemann, 81, com R$ 96,5 bilhões; Marcel Herrmann Telles, de 71 anos, com R$ 64,5 bilhões; Carlos Alberto da Veiga Sicupira, 71, com R$ 49,5 bilhões; e Rubens Ometto Silveira Mello, 71 anos, com R$ 46 bilhões.